diabetes melitus

Diabetes mellitus: sintomas, causas e tratamento

O diabetes mellitus é uma doença que tem como característica principal o aumento da taxa de açúcar no sangue. Esse problema ocorre quando o corpo não produz insulina suficiente para processar o açúcar, causando alterações significativas no metabolismo.

A doença é uma das principais causas de morbidade e mortalidade do mundo. Alguns problemas também se desenvolvem em decorrência dela, tais como doença macrovascular, doença cardíaca coronariana e doença arterial periférica, doença vascular retiniana e renal, bem como doenças dos nervos.

No artigo a seguir, você vai conhecer mais sobre o diabetes mellitus, os tipos, sintomas, causas e tratamento.

O que causa o diabetes mellitus

A insulina é um hormônio secretado pelas células beta, que estão localizadas dentro de aglomerados de células do pâncreas, as Ilhotas de Langerhans. O papel da insulina no corpo é desencadear o uso da glicose pelas células, a fim de usarem esse açúcar como produtor de energia.

Portadores de diabetes mellitus podem ter células beta disfuncionais. Como resultado, ocorre diminuição da secreção de insulina ou os músculos e células de gordura tornam-se resistentes aos efeitos da insulina, o que diminui a capacidade dessas células de absorver e metabolizar a glicose. Em ambos os casos, o nível de glicose no sangue aumenta, causando hiperglicemia.

Tipos

Existem dois tipos principais da doença. O diabete tipo 1, que, geralmente, surge na infância. O diabete tipo 2, que ocorre após os 40 anos e se torna mais comum com o aumento da idade. Mas nem sempre essa distinção é fácil. Existem tipos menos comuns de apresentação do diabetes que podem ter características semelhantes tanto ao tipo 1 quanto ao tipo 2. 

Sintomas

Muitas pessoas desconhecem ser portadoras de diabetes. A doença é, normalmente, descoberta quando há sintomas típicos de aumento da sede e da vontade de urinar, além do nível de açúcar no sangue claramente elevado. Aumento excessivo do apetite também pode ser um sinal importante do desenvolvimento do diabetes mellitus.

O diagnóstico do diabetes se baseia na ocorrência de concentração de glicose no sangue igual ou superior a 126 mg/ml, após jejum noturno de pelo menos 8 horas; ou 200 mg/ml em qualquer outro período do dia associado a sintomas típicos do diabetes ( perda de peso, fome e sede exageradas, aumento da frequência urinária). Esses dados podem ser facilmente detectados em um teste de glicose sanguínea. 

Tratamento

O tratamento para diabetes mellitus visa reduzir a concentração de glicose no sangue até o nível normal. Conseguir isso é importante para promover o bem-estar e minimizar o desenvolvimento e progressão das complicações da doença.

São recomendadas dietas específicas para o controle da glicemia, rotina de exercícios regulares. Drogas específicas para manter o açúcar no sangue sob controle também são receitadas. No diabetes tipo 1 o tratamento é feito a base de insulina, considerando diferentes tipos que existem atualmente no mercado brasileiro. No entanto, eventualmente um diabético tipo 2 também pode se beneficiar das insulinas. 

Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como  endocrinologista no Rio de Janeiro!

O que deseja encontrar?

Compartilhe

Share on facebook
Share on linkedin
Share on google
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp